Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GO CAROL

BEM-ESTAR, FITNESS, COZINHA OVOLACTOVEGETARIANA E A MINHA VIDA NO GERAL (E ÀS VEZES NO PARTICULAR)

GO CAROL

BEM-ESTAR, FITNESS, COZINHA OVOLACTOVEGETARIANA E A MINHA VIDA NO GERAL (E ÀS VEZES NO PARTICULAR)

Sex | 16.02.18

Viagem a... Liverpool

0E6F0BAD-8695-42BF-95B1-FE5F9B102BCB.jpg

 

 

Dia de conhecer a cidade. Na verdade acabamos por ir a todo o lado. Todas as atracções turísticas conhecidas foram “checadas” da lista.

Desde à Albert Dock, passando pela Catedral, Igrejas, Museus, ruas de lojas, shoppings,... Em menos de 6:30h horas varremos tudo (contando já com as paragens para almoço e dois lanches).

 

 

CD41C097-3B0E-47B2-8FA8-16735E2F0FCF.JPG

 

 

Se tiverem Liverpool na lista de viagens não vale a pena ficarem mais de um dia, porque é suficiente para dar uma olhadela em todo o lado mais importante/conhecido.

Almoçamos na Albert Dock e lanchámos em dois locais diferentes.

 

 

8F66EE18-A44E-41F1-BEDC-FA2BC7B5AD5A.jpg

 

 

The Egg Vegetarian Cafe, onde havíamos jantado no dia em que chegamos, e a outra no Down the Hatch, que estava na lista de locais a visitar para fazer as refeições.

Um crumble de maçã com gelado de baunilha no primeiro, e um pudim (que mais parecia um bolo), com uma bola de gelado de baunilha também. Ambos vegan. Ambos bons, sem serem de comer e chorar por mais.

Como encontrar doces vegan é sempre mais fácil em locais com comida vegan foi o que fizemos, apesar da reduzida oferta.

 

D161F139-3470-44F2-8674-E6F9EA8F1300.jpg

 

 

Gostei muito mais de Liverpool do que Manchester, apesar dos percalços do primeiro dia.

O dia estava mais bonito, não havia chuva, a cidade em si era mais bonita, tinha mais coisas para ver e fazer. Em Manchester havia muitas lojas, muito comércio massificado e o que havia para ver estava muito distanciado das outras coisas. Andamos sempre de um lado para o outro e era tudo longe. Em Liverpool era tudo muito mais próximo, mais bonito, mais fácil de encontrar.

 

95355E8B-D1D9-40AD-87E6-EF88DBB932FD.jpg

 

Ambas as cidades são extremamente sujas (comparando com Portugal). Não há muitos caixotes do lixo, e talvez por isso seja assim. Há lixo no chão, em cima de muros, nos jardins das casas, vomitado nas portas das casas,... Ou seja, um pouco atrasados a este nível.

 

3A5C3471-34BA-45E0-8085-4C476101F242.jpg

 

Depois também há muita gente acima do peso. Miúdos a beber coca-cola às 10h da manhã, homens a beber coca-cola às 00h, sei lá, totalmente desnecessário. Muito álcool, muitas bebedeiras na rua já às 17h, quando íamos de Manchester para Liverpool e vimos uma miúda sozinha e a cair de tanto álcool. Às 20h também já havia homens que tinham sido esmurrados, com sangue na cara e a pedir para lhe ligarmos à mãe,... Um exagero absoluto.

 

 

4E8937EE-52FF-4F8D-9971-75254E3307A1.JPG

 

0°C e miúdas de 20 e poucos (que mais pareciam minhas avós) de salto alto sem meias e vestidos curtíssimos... E pelos vistos é recorrente. E também é outro exagero típico dos Ingleses(as).

 

 

IMG_3640.JPG

 

 

Depois os horários deles são todos trocados. Almoçam às 12h, fiquei sem perceber se lancham ou não, porque não há muitos cafés, há locais para o pequeno almoço e brunch mas cafés como em Portugal poucos vi, e jantam às 16/17h da tarde. Nunca percebia se era lanche ou não, até olhar para os pratos e ver uma coisa qualquer sem muito sentido para aquela hora. Adiante.

 

 

B64E54D0-1F7A-4C02-B4A7-2D873B754930.jpg

 

IMG_3664.JPG

 

 

Mas gostei. É sempre bom viajar.

Ainda usei o Uber Eats para fazer o pedido do jantar às 23h. Escolhi um hambúrguer vegan, com cebola, tomate, alface, pão e hambúrguer de grão e feijão do Archies.

Gostei imenso. A fome apertava e a vontade de sair do hostel não era muita, por isso foi a melhor solução. 

 

 

68EDF643-A035-4FA4-A615-3EEAFD282742.jpg

 

 

E por aqui ficou a viagem, mas os conselhos não.

Viagem sempre que possam mesmo que não seja o vosso destino de sonho. Há sempre algo novo que conhecemos, que aprendemos, que experienciamos. Vemos outras pessoas, comemos comidas diferentes,... Acho essencial ir a um país novo e comer nos restaurantes/cafés/bares desse mesmo país. Dinheiro pode-se poupar no hostel, na viagem em si, nos transportes, nas atracções turísticas que visitamos ou não. Mas comer ou não comer, saborear a cultura do país através do paladar é formidável. Vegan ou não os temperos usados são muito característicos, e fazem toda a diferença no prato. Podem sempre escolher locais mais baratos, que não há necessidade de gastar balúrdios para comer, nem eu o fiz. 

 

 

IMG_3730.JPG

 

 

Espero ter conseguido esclarecer todas as vossas dúvidas relativamente à viagem. Se forem visitar em breve e quiserem partilhar a experiência comigo já sabem que o podem fazer.

 

 

752F3ABD-31E1-4C0F-BF2D-D80F227F8240.JPG