Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

GO CAROL

BEM-ESTAR, FITNESS, COZINHA OVOLACTOVEGETARIANA E A MINHA VIDA NO GERAL (E ÀS VEZES NO PARTICULAR)

GO CAROL

BEM-ESTAR, FITNESS, COZINHA OVOLACTOVEGETARIANA E A MINHA VIDA NO GERAL (E ÀS VEZES NO PARTICULAR)

Ter | 22.01.19

VIAGEM A... BERLIM - Dia 3

Booomm diiiaaa! Já estamos no segundo dia, eu estou suuupeeer cansada, com sono, com dores, com tudo porque dormi menos de 5 horas. No dia anterior havia dormido 6 horas e pouco e no outro 7 horas. A minha balança estava muito desequilibrada neste sentido, por isso sabia que na Quinta-feira, dia seguinte, o despertador não iria tocar tão cedo.

Ora bem, levantei-me, fui para o pequeno-almoço, e comi pão com queijo que me fartei. O pão em Berlim é delicioso!!!

 

D60D51D9-5460-4E09-813B-B42E6DBE430E.JPG

 

162CF40B-7AF6-4A8A-8989-31D38B11EC06.JPG

 

Depois fui para a rua. Queria ver pelo menos sete sítios antes de partir. Era um pouco ambicioso da minha parte mas por isso também acordei mais cedo. Às 9h e pouco já estava na rua, tal como planeara de madrugada. Sim, em vez de dormir estive a planear tudinho para conseguir ver o máximo possível. E foi essencial para conseguir visitar tudo.

 

6895FDD1-0022-4E8A-960D-17860502BE84.JPG

 

67D2FFD3-EBB6-4C70-B81D-A957241AD3AF.JPG

 

Depois da aventura dia anterior, decidi comprar o passe de 24 horas no metro. Este passe dá também para autocarros e tram. Serve para tudo basicamente. Muito honestamente achei o preço dos bilhetes excessivamente caro. Mas antes isso do que apanhar outra multa.

O preço de um bilhete diário, que dura até às três da manhã do dia seguinte, independentemente da hora que comprem, é cerca de 7€. No que se refere ao preço de um bilhete individual, que dá apenas para duas horas de viagem, este é quase 3€. Carrérrimo!

 

C9181581-C497-40EE-87E1-CD0A0DD9734D.JPG

 

BA516F08-1C94-41DF-BADD-9F8E715B9A39.JPG

 

6D63F853-851B-4F84-99A2-0B5E99CBA4F8.JPG

 

 

Bem, reparei em coisas giras no metro que aproveito para partilhar e outros pensamentos que me foram surgindo enquanto esperava pela próxima saída.

Por exemplo, um cão fofinho (nunca vi cães no metro em Portugal, nem sei se é permitido, sabem??), uma senhora a pôr rímel de pé, sem se encostar a nada enquanto eu fazia malabarismos para não ir disparada com os saltos e curvas da carruagem, a maioria das pessoas ia colada ao telemóvel, a ler um livro ou a sublinhar folhas, uma senhora a comer um pimento cru como se fosse uma maçã, 70% da população é loira ou de cabelo claro, mas não são assim tão altos quanto isso (mais que a média portuguesa sim, mas acho que imaginamos sempre os alemães loiros, de olhos azuis e com 1,80m e não é beeeemm isso). Não se vê muita mulher de mini saia, vestem quase sempre calças e a cor predominante é o preto. Vestem-se muito muito de preto. Não se vê muito gente a fumar nem a beber álcool na rua. Os supermercados têm muita coisa saudável e de elevada qualidade.

 

B2388C84-D02D-4DAE-B37D-A14EAE8B42B4.JPG

 

Fui então ao Checkpoint Charlie, um posto militar que separava as duas Alemanhas. É um pequeno posto mas muita coisa acontecia por lá. Cheguei lá através do metro. Saí em Kochstrabe, na linha U6.

 

7B5B0B3B-B1D6-4AC3-85E2-045E8A131646.JPG

 

F9C851A9-C967-48B2-A012-491DCDBB85D4.JPG

 

Mais à frente à direita estava a Topografia do Terror, onde, por fora, encontramos pedaços do Muro de Berlim e ainda um grande museu (grátis) com centenas de fotografas da Guerra Fria. Tem imagens um pouco chocantes, onde as pessoas eram enforcadas, enterradas, corpos na neve... muito muito triste.

Aqui é mostrada a forma como Hitler chegou ao poder em 1933. Apesar de triste, se forem a Berlim aconselho. É algo que custa ver em determinados momentos mas foi a dura realidade.

Para lá chegarmos é possível apanhar dois transportes, nomeadamente, o metro: Kochstrabe, linha U6 ou o tram: Anhalter Bahnhof, linhas S1, S2 e S25.‎

 

C4F09301-9249-4350-977E-B8C611633CEC.JPG

 

BC657220-A6A5-4DAF-A270-EF9C5B137434.JPG

 

CAF4A78B-106D-47EB-997A-C428F996D352.JPG

 

FEDA0A72-34E4-4641-93C9-51FEE69BF770.JPG

 

6D9F5BCE-2D0B-4EA7-8B6E-7151CDE45FF5.JPG

 

Depois disso estava a ficar com fome portanto fui até ao Brick Coffee and more, com sandwichs, bolos, panquecas, bagels e sumos. Apanhei um autocarro desde a Topografia do Terror, que demorou 25 minutos até lá. O restaurante era espectacular, com opções veganas e vegetarianas, e tudo com um aspecto divino! Pedi uma tosta de abacate e manga, a opção vegan, um batido de morango, banana e bebida de amêndoa e um chocolate branco quente. Tudo tãooo bom!! Não consegui comer tosta toda, uma vez que dava para duas pessoas ou mais até. Pedi para guardarem numa caixa e serviu de jantar no avião! O valor para um mega brunch igual a este ronda os 13€.

 

D5CAD8A0-20F6-4455-95D3-49C94EFB15B3.JPG

 

D955EDF2-113E-4AF4-AA17-79B425403F08.JPG

 

EB5D2010-F96F-4755-A181-98AADB57FE48.JPG

 

ECFB3830-D8D8-49F7-9931-21D7C895777F.JPG

 

0205A9E9-8480-4977-952C-9CF11D3DE7CF.JPG

 

Saí novamente para continuar a visitar a cidade.

 

F6CB09D3-DE8A-4F70-9344-3ED6B467BA6A.JPG

 

0174F109-1305-423E-9F75-F5BAF0DDB588.JPG

 

Passei pela Ponte Oberbaumbrucke, extremamente conhecida e emblemática na cidade para ir para East Side Gallery. Este era um dos pontos que tinha planeado visitar durante a madrugada e valeu a pena. A ponte é bem bonita. Tem dois andares, sendo que o de baixo é para carros e pedestres e o de cima para o comboio passar. Existe uma estação de comboios ali mesmo ao lado, a cerca de 300 metros, por isso é fácil de lá chegarem se assim entenderem.

 

F6C55668-ED51-4A4C-8440-F31765A058C6.JPG

 

B04BB317-B527-4FC2-9AD7-4151EEB58AF4.JPG

 

 

8F71E7E0-0E9C-4A71-B81B-AB4CF11B9E59.JPG

 

8AAE7EF9-979B-4247-8350-27170A62864D.JPG

 

08EC9114-2A8E-4D40-B9E4-5E26826B27C5.JPG

 

Depois da Ponte fui então a East Side Gallery.São 1.300 metros de história com o que sobrou do Muro de Berlim, apresentado de forma diferente. Todo o Muro está pintado com as mais diversas imagens. Estas imagens foram feitas pelos mais diversos artistas e representam os desejos e a esperança de um Mundo melhor.

 

6C706329-9EEF-4806-BF6F-BA5D5577649F.JPG

 

8D8051D1-E298-4483-BB10-77E9E3317BB2.JPG

 

1FA7D4D5-586A-4492-B0D7-17757EACBED9.JPG

 

B5E65B38-626B-4C6D-944F-ADF8DF39176F.JPG

9D783109-445D-4D60-9ECC-60DF4B127639.JPG

 

56E2EFDD-DDC1-4665-B68D-7C9CA898654B.JPG

 

320B5FED-8CB7-4887-BF10-2CD8DC59525A.JPG

 

A0318F87-7876-41DD-93F2-2717F8F021FD.JPG

 

Apanhei o comboio a seguir para ir para o centro da cidade, mais propriamente para ver a Catedral de Berlim. Achei um dos pontos altos de Berlim. Vale imenso a pena irem até lá. Está enquadrado num cenário perfeito num dos lados, com o rio, uma ponte e vários museus em frente. Soube depois que é possível subir até à cúpula que oferece uma das melhores vistas de Berlim.  Para lá chegar é possível apanhar o tram Hackescher Markt, ou metros S5, S7, S9 e S75.

 

C98F1CFC-A0A0-480D-9278-D5579F922DC5.JPG

 

A7D6C8F9-E4B5-4A5B-977B-F430FF7A8D99.JPG

 

CC0E5A4B-8DFD-4B44-9E1A-41A1AB03583F.JPG

 

9FBA5154-766B-4976-987A-F2401C8DA272.JPG

 

C4977F08-F6FB-410B-A0C1-DE528891B472.JPG

 

Um deles é o Museu Nacional de Arte.

 

6F5F6C77-31F4-4355-9B98-8AB55BBD953B.JPG

 

0899EED9-B981-4E6F-8E2B-C74B7954EE03.JPG

 

CA3DFBC9-FFB7-4DBD-81E6-9449F9D79E56.JPG

 

Depois ainda houve tempo para passar novamente noutros locais, ora vejam.

 

A2BA509B-D976-433F-B709-5DE603CD3883.JPG

 

82DA65BA-A81E-4AFB-ACA3-E96FE56A377A.JPG

 

Brandenburg Gate e o Memorial dos Judeus estão a 300 metros um do outro. A Brandenburg Gate encontra-se numa enooorme praça que está sempre cheia de turistas. Esta era a antiga porta de entrada de Berlim e é um símbolo da paz sobre as armas. 

 

1D4C77C8-2376-4286-BA0F-E0A11A43CF36.JPG

49772B28-C9D1-4120-9116-39D92C3C8F7C.JPG

 

Já o Memorial dos Judeus é um conjunto de mais de 2.000 pedras que simbolizam pessoas. É, assim, um monumento em homenagem aos judeus assassinados na Europa. Por baixo deste memorial existe um museu. A entrada é logo à direta desta fotografia. O metro para o Memorial é o Potsdamer Platz e Mohrenstrasse, e linha a U2.

 

F0F1CEA4-CE46-4D16-A1F2-83CB3AF3F403.JPG

 

E basicamente foi isso que visitei. À medida que passeava pela cidade ia vendo mais coisas. Trata-se de uma cidade muito rica culturalmente, onde quase em todos os quarteirões há um monumento para ver.

Apanhei sempre chuva durante toda a viagem e quando não estava a chover estava um pouco de vento. Também apanhei granizo no 2º dia mas não esteve um friiiioooo impossível de suportar. As temperaturas oscilavam entre os 3ºC e 6ºC, mas a sensação térmica devia ser de 8ºC ou 9ºC.

 

166D75D5-317F-4007-9EC0-C6BD427F6CBA.JPG

90827F4B-0668-4476-8342-BA13120B5EFD.JPG

 

A61C7254-B88C-426E-8796-7955DF465028.JPG

 

AB24B38C-0A12-4E20-B9A4-AEAD6F16146C.JPG

 

ADA09F99-5120-4AB8-A7D1-C60D664D4673.JPG

 

Fui lanchar à Neue Liebe Café que tinha uns waffles deliciosos e ainda pedi um chocolate quente com especiarias de Inverno (canela, gengibre,...) e uma espuma deliciosa!! Tudo vegan. Tudo bom! O waffle era acompanhado de cerejas, calda de cereja e gelado de baunilha. Uma combinação ótima também!! E mega bem empratado. O espaço era médio, mas muito calmo e bastante silencioso. Até parecia que gritava quando fazia os meus vídeos normalíssimos a falar para o telemóvel. Um lanche destes ronda os 9€.

 

IMG_3811.JPG

 

92A1604B-86AA-4202-BFB7-316402A03D97.JPG

 

35828BB5-B070-4A70-9C57-BE341FEDEBD9.JPG

 

Depois voltei ao hotel para recolher a mala e a seguir apanhei o metro para Alexanderplatz, onde apanharia o comboio a seguir para o aeroporto. O comboio estava cheio de gente e estava a ver que não me sentava mas lá consegui. Não demora muito a chegar ao aeroporto, certa de 40 minutos. O pior é a seguir...

 

5B6E1420-5F9D-4B26-8ECA-FECD1C23666E.JPG

 

 

Balanço do 2º dia, 15,5km caminhados sendo que andei IMENSO de transportes.

 

5585AF0A-C435-4309-BC88-4B5601E52CF5.JPG

 

Fazendo agora um balanço da viagem, gostei imenso! Mal possa repito e aconselho mesmo! Dois dias é pouco para a dimensão da cidade e como os dias acabam às 16:30 nesta altura de Janeiro parece que não rende tanto. Por isso se estão a pensar ir até Berlim contem com 3 dias, principalmente se for a primeira vez.

 

Não andei a visitar museus, não perdi muitoooo tempo em lado nenhum, foi tudo visto relativamente rápido mas mesmo assim sei que ainda faltou muito que ver. Fiquei com uma noção da cidade (já disse que é enorme não já??), das pessoas, das coisas, da comida, mas se tivesse ficado mais dois dias não me ia aborrecer. Mas pelo menos mais um para ver mais uns monumentos e comer umas coisas boas. Achei a comida vegana excelente. Berlim a par de Copenhaga foram as cidades onde até hoje comi melhor e me senti mais em casa fora de Portugal. Por coincidência ou não foram dois destinos que visitei sozinha.

 

B87D9ED0-B5E1-4E15-A67C-0F8F528E93A8.JPG

 

 

Mas já podes ver a segunda e última parte da viagem em vídeo abaixo

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.