Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

GO CAROL

BEM-ESTAR, FITNESS, COZINHA OVOLACTOVEGETARIANA, BEBÉS E A MINHA VIDA NO GERAL (E ÀS VEZES NO PARTICULAR)

GO CAROL

BEM-ESTAR, FITNESS, COZINHA OVOLACTOVEGETARIANA, BEBÉS E A MINHA VIDA NO GERAL (E ÀS VEZES NO PARTICULAR)

Dom | 01.05.22

O Nascimento de uma Mãe e a Morte de uma Mulher

5605DDC4-95D6-4D15-96EA-F4678A70D70F.jpg

 

Quando nasce uma mãe (meio que) morre uma mulher. Já não somos chamadas pelo nome próprio, nuuunca mais!

A partir do momento em que um bebé sai de dentro de nós já só somos tratadas por "mães" ou, na melhor das hipóteses "a mãe da/do X".

Toda a gente tem um palpite a dar nisto que toca a maternidade e toda a gente faz questão de o dar mesmo que não seja pedido.

No entanto nunca mais ninguém se vai preocupar connosco, apenas com o bebé. Mesmo que digamos que não dormimos nada ou que estamos cansadas, a resposta vai ser "coitadinho do bebé, o que tinha?".

Se o bebé chorar é porque tem fome ou porque não o andamos a tratar bem.

Nunca somos boas mães suficiente.

Há dias muito difíceis em que só apetece saltar do telhado.

Quem não passa 24h por dia a cuidar de um bebé, dar de mamar, mudar fraldas, pôr a arrotar, mudar a roupa, dar banho, decifrar o que o bebé tem quando chora horas seguidas, fazer massagem para acalmar as cólicas, pôr a dormir, e repetir isto vezes e vezes sem conta, não faz a mínima ideia da trabalheira que dá, do desgaste físico e emocional e do cansaço, porque, apesar de não parecer, continuamos a existir e também queremos, e precisamos, de, pelo menos, comer, dormir, tomar banho e fazer um xixi ali pelo meio.

Temos de ter "cuidado" para não educar mal o NOSSO filho. Não lhe dar demasiado colo, não lhe dar demasiada mama, não o deixar dormir demasiado, mas também tem de mamar bem e dormir bem para crescer. Se não crescer bem sabes de quem é a culpa? Claro.

Nunca fazemos nada bem, mesmo que se esteja a dar o melhor todos os dias.

Não nos podemos esquecer que antes do bebé já existíamos, mesmo que a maior parte das vezes pareça que foi assim desde sempre.

Um beijo e um abraço gigante a todas as mulheres, que são mães, mas já não têm nome próprio e que estão exaustas, mas ninguém repara ❤️

#póspartodacarol

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.