Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GO CAROL

BEM-ESTAR, FITNESS, COZINHA OVOLACTOVEGETARIANA, BEBÉS E A MINHA VIDA NO GERAL (E ÀS VEZES NO PARTICULAR)

GO CAROL

BEM-ESTAR, FITNESS, COZINHA OVOLACTOVEGETARIANA, BEBÉS E A MINHA VIDA NO GERAL (E ÀS VEZES NO PARTICULAR)

Sab | 28.05.22

O Meu Parto - E Depois do Nascimento?

Ora bem, depois da Benedita nascer o que aconteceu foi o seguinte, ela saiu de mim e foi para o meu colo. Não faço ideia quanto tempo esteve mas foram alguns segundos ou minutos, não tenho mesmo noção. O pai cortou o cordão umbilical depois de lhe perguntar se queria cortar ele ou se cortava eu. Gostava de ter filmado certos  momentos mas tinha o telemóvel a cerca de um metro e não lhe chegava e também não queria estar a chatear ninguém para mo dar pelo que os registos ficam apenas na minha memória. 

 

F1641AA3-B533-4D4A-8D26-D05BB703F46B (1).JPG

 

Eram 2:12h quando a Benedita nasceu, como disse no post anterior do "Meu Parto" e estivemos na sala de partos sensivelmente até às 5:50h da manhã, já não tenho a certeza. Sei que depois da bebé vir para o meu colo ainda cheira de vernix e a colocar junto ao meu peito seguiu-se uma série de procedimentos. Voltaram a pegar nela para a limpar de forma superficial, a pesar, medir, ver se estava tudo ok e vestir. Antes disso apareceu uma pediatra para a ver e levaram-na para uma outra sala porque acharam que a balança não estava a pesar bem. Estava tão na lua que nem sei quais foram as palavras exatas mas foi mais ou menos isso. Disse de imediato ao meu namorado para ir com ela. Fiquei sozinha na sala alguns minutos e aproveitei para dizer aos meus pais que a bebé já tinha nascido. Deviam ser 2:20h mais coisa menos coisa. Eles nem queriam acreditar. A minha mãe tinha ido pôr a máquina a lavar porque achou que a noite ia ser longa e até ficou estupefacta tal a rapidez com que a bebé veio ao mundo.

Quando a trouxeram vinham todos muito preocupados e eu não entendia o motivo. Diziam que a bebé estava com uma perna estranha e que não sabiam o que era. Mais uma vez eu estava meio aluada com a situação e não entendi o que queriam dizer nem o que se passava. Pelos vistos quando mandei fotografias aos meus pais eles perceberam que podia estar algo errado mas eu achei que estava sempre tudo bem e não dei tanta importância quanto eles. Ora então a Benedita tinha pouco espaço na barriga então nasceu com o pescoço inclinado para um lado e uma das pernas com uma hiperextenção. Basicamente uma das pernas ia quase até à cabeça dela numa posição normal. Pelos vistos a pediatra de serviço nunca havia visto nada assim então acabou por nos preocupar sem motivo.

Tivemos consulta no ortopedista ainda no hospital, fizemos ecografia, uns três raio-x, um deles ainda durante o internamento e outros dois posteriormente, e estava tudo ótimo com a perna da miúda. 24 horas depois da Benedita ter nascido e o ortopedista a ter visto as pernas estavam iguais, tanto que o médico nem sabia qual era afinal a famosa perna de que lhe haviam falado em pânico.

Entretanto a enfermeira parteira voltou para "tratar da mãe". Estava com as pernas a tremer e assim estive todo o parto. Não sei porque acontece mas é frequente pelo que sei. Não era dos nervos porque não estava nervosa, sentia-me bem, mas não conseguia que as pernas parassem.

Ora então a enfermeira parteira sentou-se à minha frente enquanto outra vestia e limpava a bebé. Disse-me que tinha uma pequena laceração e que teria de me coser. "COMO ASSIM????" pensei eu, mas o que verbalizei foi "pequena quanto?". 

Não me soube precisar. Só depois de dar os pontos podia dizer quantos necessitava mas não era nada de mais, aparentemente. Aí sim fiquei nervosa. Sair um bebé pelo pipi ainda vá que não vá, zero nervosa, agora levar pontos? Aí a conversa era outra😂. Disse que não ia sentir nada, que me ia anestesiar a zona primeiro mas eu sabia que não ia ser bem assim. Lá deu a anestesia local, não sei como porque estava tão nervosinha que nem me lembro, e depois começou a coser. De vez em quando sentia uma picada e reclamava, mas acabou por ser menos mal do que imaginei inicialmente. Pensei que depois da bebé nascer já ia à minha vida. Inocente.

A Benedita veio para os meus braços pouco depois e esteve no meu peito ao longo da madrugada. Já o meu namorado sentou-se ali ao lado e ali ficou até irmos para o quarto. Ele estava mais cansado que eu (homens não é verdade??) e partiu mais dele a ideia de dizer à enfermeira que se calhar íamos andando para o quarto. Disse-lhe para a chamar e para nos encaminhar e foi o que aconteceu. Levaram-me na cadeira de rodas acho que com a bebé ao colo, mas já não tenho a certeza absoluta, e o homem ficou encarregue das malas e da minha roupa que ficara na sala de partos.

Quando vi a bebé pela primeira vez senti um amor inexplicável, mas não é comparável ao que sinto hoje, que é muito mais do que ontem e, certamente, menos do que amanhã. Há quem não sinta de imediato e não tem nada de mal isso. É uma pessoa nova, que ainda não conhecemos mas que geramos. Acredito que se o bebé foi gerado com amor e que se está tudo bem com a mãe o amor virá também, seja no hospital ou em casa. É o amor mais forte e mais bonito do mundo e toda a gente que tem o desejo de ser mãe ou pai deve vive-lo assim que possível ❤️.