Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GO CAROL

BEM-ESTAR, FITNESS, COZINHA OVOLACTOVEGETARIANA E A MINHA VIDA NO GERAL (E ÀS VEZES NO PARTICULAR)

GO CAROL

BEM-ESTAR, FITNESS, COZINHA OVOLACTOVEGETARIANA E A MINHA VIDA NO GERAL (E ÀS VEZES NO PARTICULAR)

Qua | 12.09.18

E essa cena de toda a gente andar a casar e/ou a ter filhos!??

É impressão minha, ou toda a gente da minha idade, um ano ou dois mais novos, um anito ou dois mais velhos, andam a casar e/ou a ter filhos? 

 

É que parece uma praga, uma doença que se propaga, uma moda, uma necessidade súbita de procriar, de partilhar o amor, e a felicidade, construir família,…

 

Sou só eu que acho que há um tempo certo para tudo? Que com 22 anos as crianças, sim, porque com 22 anos as miúdas e os rapazes claro ainda são crianças. Os meus 22 anos não foram assim há tanto tempo mas parece que já passou maternidade, olho para para trás agora, vejo o que fazia com 22 anos, como era a minha vida, e tento imaginar-me casada e com um filhote... impensável.

 

D9F49B0A-7BA2-403C-89F3-A24E267A0E3B.jpeg

 

Não estou com isto a dizer que toda a gente que tem 22, 23, 24, 25, 26 anos, ainda é uma criança ou que não tem maturidade para assumir uma casa e uma família. Nada disso. Vejo por aí pessoas com menos 5 anos que eu que parecem ter mais 10 ou 15.

Tenho a certeza que não sou a única a pensar isto. Quero acreditar que não sou porque senão sou apenas um E.T.

 

Uma amiga minha foi recentemente mãe, aos 25 anos e eu acho que é preciso ter coragem para ter um bebé com essa idade. Acho mesmo. 

Sempre que me perguntam quando é que vou ter filhos (sim, porque se assume que tooodaaagenteee quer ter filhos e casar e essas tretas) ou me fala no assunto, acho sempre que será uma coisa que, a acontecer, está tão longínqua no tempo, que é quase inalcançável neste momento. Estou para aqui a dizer isto tudo e amanhã até posso achar que estou super preparada para ter filhos e casar e essas coisas todas, no entanto, neste momento, no dia de hoje, a minha opinião é esta. 

É provável que um dia mude, mas neste momento é assim que penso.

 

3D33C0FA-94E1-4FF5-B5D2-11F2340721F1.jpeg

 

Por outro lado vejo imensas miúdas a casar... Claro que se falo em miúdas é apenas porque acompanho mais o sexo feminino do que o masculino, mas, claro que se há miúdas a casar também há rapazes a fazer o mesmo. Não compliquemos.

 

E afinal qual é a necessidade de casar, vamos lá ver. É pela festa? Pelo convívio com os amigos e com a família? É para ter um anel no dedo? É mesmo vontade de criar uma família, de nos tornarmos oficialmente adultos? Sim porque para mim uma pessoa adulta está quase sempre casada, mesmo que só o faça aos 35. 

Vejo imensas mulheres, com mais sete ou oito anos que eu, que são autênticas miúdas, não os vejo como pessoas adultas, apesar de o serem.

 

Acho que estou a divagar bastante, mas estou a deixar a escrita fluir à medida que os meus pensamentos aparecem, e isto pode ficar confuso.

 

Acho importante as pessoas terem bem noção de que um casamento e um filho, mais o filho até do que o casamento, são coisas para a vida, em princípio. Não se deve pressionar ninguém a fazer isso, a dar esse passo, da mesma forma que não se deve estás sempre a puxar o assunto, como se isso fosse obrigatório houvesse um prazo de limite para as coisas terem de acontecer.

 

Já sei que no tempo dos meus pais ou dos meus avós as coisas eram diferentes, que com a minha idade a minha avó já tinha duas filhas, que a minha bisavó com a minha idade já tinha cinco, mas são tempos diferentes… Totalmente diferentes.

 

E portanto, sempre que vejo alguém praticamente a minha idade a casar ou ter filhos, fico a pensa e no assunto e, por vezes, até a achar que eu sou muito infantil ainda, ou que vejo as coisas de uma forma muito diferente, ou simplesmente não quero ter tamanha responsabilidade neste momento.

 

Tomar conta de mim já dá trabalho, de uma família então nem quero imaginar,...

 

De qualquer modo está quase fechada a época do casório, mas se alguém desse lado vai casar nos próximos meses pode contar comigo que eu adoro uma boa festarola (ah ah ah).