Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GO CAROL

BEM-ESTAR, FITNESS, COZINHA OVOLACTOVEGETARIANA E A MINHA VIDA NO GERAL (E ÀS VEZES NO PARTICULAR)

GO CAROL

BEM-ESTAR, FITNESS, COZINHA OVOLACTOVEGETARIANA E A MINHA VIDA NO GERAL (E ÀS VEZES NO PARTICULAR)

Qui | 07.06.18

Como conseguir bons preços nas viagens de avião

Há alguns truques para conseguir melhores preços nas viagens de avião e, assim, poupar uns trocos e voar na mesma. Vou deixar algumas dicas de como encontrar bons negócios sem grande esforço.

 

7357D71F-9F9F-438F-913A-1F8C1CD88217.JPG

 

 

O primeiro passo é definir o orçamento que temos disponível e que queremos efectivamente gastar com a viagem de avião. Estou a falar de avião mas poderia referir-me ao comboio, barco ou outro meio qualquer. De facto o avião é o meio de transporte mais rápido e por isso também o que a maioria das pessoas prefere para grandes viagens. Temos sempre de definir bem o que queremos ou podemos despender para nos movimentarmos. Parece uma patetice mas é realmente importante.

 

O segundo passo passa por escolher o destino e/ou a data. Digo e/ou porque por vezes opto por seleccionar primeiro um deles e depois o outro, consoante o orçamento e tendo em conta o que fica mais barato em determinada altura. Ou seja, se quiser ir a Sevilha convém que tenha em conta que poderei ter de escolher uma data que nem seria a que queria inicialmente porque mediante o orçamento que estabeleci prefiro poupar mais 50€ ou 100€ do que ir quando me apetece e pagar muito mais. Claro que estou a falar de viagens lúdicas, em que posso escolher uma data. No caso de uma viagem de trabalho ou em que temos de ir no dia X e voltar no Y este ponto já não é bem assim.

 

Então, no caso de uma viagem com data definida inicialmente, o primeiro passo já não é o orçamento. Se temos a data no primeiro passo o segundo passo talvez seja encontrar as viagens mais baratas. Aí a ideia é procurar o máximo para tentar comprar a que tem o melhor preço. 

 

Aqui vamos para o terceiro passo, da investigação. Em qualquer das circunstâncias, lúdicas ou em trabalho, é fundamental fazer uma boa pesquisa para tentar chegar à melhor solução, ou como quem diz, preço, para nós.

 

O que costumo fazer é usar o Skyscanner para fazer a pesquisa. É o site que considero melhor em termos de pesquisa mas também em termos da facilidade com que os dados são apresentados, e no que se refere às alterações que podemos fazer na pesquisa. É possível procurar por país, por mês, mas também pelo mês mais barato, que é uma das funções que mais uso. Se quero ir a Paris procuro o mês mais barato porque sei que viagens há sempre e porque há grande possibilidade de encontrar viagens a menos de 40€, ida e volta. Mas até chegar aí houve muita pesquisa, durante muito tempo.

 

Os destinos mais próximos na Europa são quase sempre mais baratos do que os mais longínquos, também na Europa. Por outro lado, se fizermos escalas em países perto, como em Espanha, no aeroporto de Madrid, encontramos viagens bem em conta para a Polónia por exemplo. Ou seja, existe tooodo um conjunto de artimanhas que podemos usar para irmos até onde queremos.

Existem outros motores de busca e/ou companhias aéreas que uso quase em caso de emergência, quando o que o Skyscanner me dá não me agrada. A maioria das vezes não existe diferença para os outros, mas tento na mesma porque... nunca se sabe. O Momondo, a Logitravel, a eDreams, a Ryanair e a Vueling fazem parte do tal leque de possibilidades. Existem outros claro, mas estes são os que mais uso.

 

Então voltando aos passos, o quarto passo passa por comparar preços quando necessário e quando possível, daí haver necessidade de pesquisar um pouco caso se pretenda poupar dinheiro.

 

No quinto passo temos a flexibilidade nos horários e escalas. Nem sempre é possível fazer um voo sem escalas. Ou porque naquele dia e aquela hora não dá, ou porque a companhia não vai até ao nosso destino e portanto temos de ir até à cidade X e depois daí apanhar outro avião para o sitio que queremos ir. O mesmo se aplica aos horários. Há cidades em que a companhia que escolhemos por ser mais barata só aterra uma vez por dia, mas também há casos em que aterra três e quatro. No caso de só termos possibilidade de voar às 6 da manhã ou às 20h da noite temos de pesar se vale a pena esse horário pelo preço que estamos a pagar ou se preferirmos pagar mais até e ir quando queremos. 

No que a mim toca, não sou exigente. Só quando vou com alguém que tem limitações de horário é que acabo por ter de ter isso em conta, caso contrário preferiria sempre voar de manhã para aproveitar o dia no local de destino.

 

Há uma coisa que não referi porque na verdade não faz parte de passo nenhum é a antecedência com que reservamos. Convém fazermos isso o mais cedo possível. Quanto mais faltar para a viagem maior a probabilidade de conseguir uma viagem barata. Existem meses em que é muito bom para comprar as viagens.

Janeiro, por exemplo, é o melhor mês para comprar viagens. E claro que existem destinos em que é mais caro e mais barato em determinados meses. Por exemplo, no Inverno acabam por ser mais baratos do que no Verão. Se estivermos a falar do Verão em Portugal as viagens normalmente também são mais caras. No Natal, Passagem de Ano e Páscoa as viagens também costumam ser mais caras.

 

Os melhores dias para viajar são de Terça a Quinta, já que são quando se apanha viagens mais baratas. Comprar viagens à Sexta-feira ou à Segunda também pode ser mais barato do que ao fim-de-semana. E pronto, são alguns "truques" que podem adoptar na hora de fazer compras.

 

Se também tiverem truques ou sugestões podem partilhar comigo.