Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

GO CAROL

BEM-ESTAR, FITNESS, COZINHA OVOLACTOVEGETARIANA E A MINHA VIDA NO GERAL (E ÀS VEZES NO PARTICULAR)

Vou armar o barraco!!!!

Há empresas que merecem este tipo de coisas de vez em quando. Ora cá vai. Há cerca de três semanas o meu frigorífico avariou. Até aqui nada de muito dramático.

Estava a fazer calor em vez de frio mas só me apercebi um ou dois dias depois (pelo menos) do sucedido. Não sei como não reparamos antes neste tipo de coisas. Andamos sempre a correr que nem tempo temos para olhar para as coisas durante uns segundos. Mas pronto. Lá fui eu procurar na internet locais que arranjassem frigoríficos no Porto. O Google, eficiente como sempre, deu-me várias possibilidades. Liguei para um, liguei para outro, depois para outro. Uns não tinham possibilidade de ir buscar o frigorífico naquele dia, outros só podiam passado dois ou três, outros só arranjavam frigoríficos de restauração, outros não tinham frigorífico de substituição. A coisa estava fácil. Continuei a ligar. Alguns não atendiam. Lá para a décima quinta tentativa - e não, não estou a exagerar - consegui alguém que me fosse ver o frigorífico a casa naquele dia.

 

 

- E frigorífico de substituição, arranjam?

-Não.

 

Pois... E uma pessoa no desespero lá diz:

- Está bem, então venham lá que a comida está toda a estragar-se. - Eu a pensar que ia ser rápido resolvi perguntar quanto tempo demoravam.

- Ah nós ligamos à tarde.

Oi?? Ligam à tarde??? Mas porque não dizem agora a que horas podem lá ir?!? - eu já furibunda da vida

- Ligamos à tarde.

 

Okkkkkkkkkkkkkkkkkk tá bem! Passaram umas horitas e resolvi ligar

- Entãããão??? Não disseram que ligavam?? A que horas podem ver o frigorífico?

 

Sim porque isto tem toda uma ciência, há todo um programa de festas que tem de ser cumprido e não pode ser cá como eu quero. Na na meus amigos! Desengane-se quem pensa que liga para uma empresa de arranjos de frigoríficos e tem o frigorífico prontinho dois dias depois. Isso é que era bom! Se querem que vão a vossa casa VER o frigorífico - entenda-se ver como ir ver mesmo, sem arranjar nada -  têm de ligar, andar em cima do pessoal, pedir e pedir, voltar a pedir, no desespero imploraaaaaaar para irem tratar do bendito electrodoméstico e mesmo assim poder ouvir um:

 

- Demoramos três horas a chegar aí

- TRÊS HORAS????????? MAS A EMPRESA NÃO É DO PORTO?? ESTOU A LIGAR PARA ONDE?? - Aquele momento em que me estava a passar.. muito

- Sim, somos, mas demoramos três horas a chegar aí.

- OK ENTÃO!

 

E foi assim. Passado umas belas duas horas e tal lá apareceram. Viram o belo do frigorífico e, como eu já sabia desde inicio, tiveram de levar o frigorífico embora deixando-me sem outro de substituição. Conclusão? Foi tudo para o lixo. Adeus sopa, adeus legumes, adeus queijos. Não tinha onde pôr nada e algumas coisas até já estavam estragadas.

 

Liguei 48 horas para saber o estado da coisa, SIIIIIIIIIM PORQUE DEIXARAM-ME UM PAPEL EM QUE SÓÓÓÓ PODIA LIGAR PASSADO 48 HORAS PARA SABER COMO É QUE O DITO CUJO ESTAVA, e ainda não tinham informações para me dar. Isto numa Quinta-feira. Estavam em testes, dizia a funcionária simpatiquíssima (não) que atendia sempre que eu ligava. E muitas foram as vezes que lhe liguei e nem por uma vez teve um comentário simpático.

 

Estava há cinco dias sem frigorífico, ia jantar ao shopping há três noites seguidas e já estava um bocadinho farta da situação. Precisava de ter frigorífico para o fim de semana. Vai daí os meus pais resolveram que teríamos de comprar um. Não podia estar sem comida em casa muito mais tempo. 

Quando tudo está bem não damos valor às coisas, mas quando falta água, falta luz, falta qualquer coisa é que percebemos como realmente é importante. Como muitos legumes, fruta, queijos e claras e tudo isso precisa de frigorífico. Tudo bem que aguenta um dia ou dois fora, já que nem está muito calor em casa, mas não mais que isso. 

Lá se comprou a tal máquina de fazer frio (em vez de calor, como o meu) e a lá abasteci.

Passou-se o fim de semana ainda sem notícias além de "está em testes" - vai ficar em testes para sempre não!?? - passou-se Segunda-feira, Terça, Quarta e ele "em testes". Levaram-me o electrodoméstico dia 20 de Janeiro e só dia 28 enviaram orçamento. 8 dias para a porcaria dos testes!! Se fosse estar à espera bem que ia não comia nada de jeito durante um bom tempo.

Depois da palhaçada do orçamento só passado 8 dias, mais propriamente dia 5 de Fevereiro, me enviaram um e-mail a dizer que já estava pronto e que mo podiam entregar na semana seguinte, ou seja, a partir de dia 8 de Fevereiro, véspera de Carnaval. Ah e no dia 9 não entregavam porque não trabalhavam. AH AH AH.

 

Não acho normal que uma empresa que trabalhe nesta área demore TRÊS SEMANAS a arranjar um electrodoméstico. Sendo um frigorífico um electrodoméstico ESSENCIAL mais eficazes deviam ser. Produtivos? Não são, de todo. Eficazes? Eficientes? Esses parâmetros também se medem pelo tempo que as pessoas demoras a fazer as coisas... E não são, como se pode perceber. Na realidade não são nada de bom. Nem simpáticos, nem nada! As pessoas mais simpáticas ainda eram as que estavam a entregar o frigorífico que não tinham culpa nenhuma.

 

Hoje, dia 10 de Fevereiro, passado dois séculos e meio, tive o meu frigozinho fofucho de volta. Mas não foi fácil, na na! Ainda tive de:

1 - Discutir com o senhor que foi lá a casa levar o frigorífico (coitado, nem culpa tinha) e que só o deixava depois que eu pagasse - nem a porcaria do frigorífico podia ver sem pagar - Ah mas isto tudo por telefone

2- Discutir com o "boss" que não deixava os senhores deixarem o frigorífico no meu domicílio

3 - Discutir com o "boss" que não tinha avisado os seus funcionários de que já tinha pago 25€ e que o valor deveria ser descontado do valor final

3- Convencer o "boss" que ia pagar

4- Pagar antes de ver o belo do electrodoméstico - perdi a batalha mas não perdi a guerra...

 

 

Isto tudo para dizer duas coisas. Quem vive sem frigorífico nos tempos modernos três semanas? E quem contrataria esta empresa para tratar de um parafuso que fosse lá de casa? Pois, eu não volto a contratar de certeza. Obrigada Ann por nada.

4 comentários

Comentar post