Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GO CAROL

BEM-ESTAR, FITNESS, COZINHA OVOLACTOVEGETARIANA E A MINHA VIDA NO GERAL (E ÀS VEZES NO PARTICULAR)

O que podemos fazer quando a vontade de treinar desaparece?

Nem sempre estamos dispostos a fazer exercício. Ou estamos cansados, ou tivemos um dia complicado, ou não nos apetece acordar mais cedo naquele dia, ou ainda temos dores do treino de perna da semana passada,... Qualquer coisa pode servir como pretexto para não nos mexermos.

Mas e o que podemos fazer nessas situações?

As opções são algumas. Primeiro há que perceber se temos mesmo de ir.

Se o nosso objectivo tiver um prazo estipulado, por exemplo perder 4kg num mês, e se já se tiver feito um dia de descanso, cometido excessos ou algo que vá atrasar ainda mais o aparecimento de resultados, mais vale ser mais forte que q preguiça e ir à luta. Não podemos deixar que a preguiça fale mais alto.

Se esse dia não fizer qualquer diferença porque o objectivo é sentirmo-nos bem, exercitarmo-nos diariamente durante toda a vida, se o exercício fizer parte do nosso estilo de vida e não apetecer mesmo, não vejo problema algum em deixar de treinar esse dia.

Maaaaaas, se quiserem ser maiores que a vossa preguiça ir treinar é o melhor que podem fazer. Sempre!

Um truque que podem usar é ir tirando fotografias ao corpo. Com o passar do tempo vão começar a notar diferenças. Essas diferenças são os resultados que vão tendo. São esses resultados, essas pequenas grandes mudanças que vão fazer com que a preguiça desapareça, ou diminua pelo menos.

Outro truque é encontrar uma inspiração, além que nos motive, que nos dê força. Pode ser alguém próximo ou não. 

O último truque é ter um grupo de treino ou alguém que nos faça sair de casa, que nos "obrigue" a ir. Se tivermos alguém que não podemos deixar ficar mal vamos mesmo quando não apetece naaaaada.

Contudo, o nosso objectivo de vida tem de ser SEMPRE sermos felizes e sentirmo-nos bem connosco próprios. Se não estivermos assim só temos de arranjar uma forma de mudar isso.

E também não vai ser por mais ou menos um treino que uma pessoa que não ande em competições vai ver o corpo ficar totalmente diferente, ou modificar a saúde por completo. O equilíbrio é a base de tudo.