Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GO CAROL

BEM-ESTAR, FITNESS, COZINHA OVOLACTOVEGETARIANA E A MINHA VIDA NO GERAL (E ÀS VEZES NO PARTICULAR)

As vossas Histórias - Excesso de peso II

Ora então vamos lá a mais uma história. Sónia é o seu nome, e esteve um tempo na luta contra o peso. Sónia venceu esta luta e hoje é muito mais feliz. Conheçam-na.

 

"Iniciei uma nova fase na minha vida com 20 anos por mera brincadeira, com uma amiga minha. Decidimos que  poderíamos apostar em fazer uma dieta, visto que ambas tínhamos um peso acima daquele que era suposto.

A verdade é que da primeira vez que entrei no consultório do médico sentia-me minimamente bem, com um bocadinho de ansiedade porque já não me pesava a imenso tempo, portanto não fazia a mínima ideia do peso que poderia ter.

 

O momento da verdade chegou. Pus-me em cima da balança e o pior resultado estava a vista. Com 1,63cm, pesar 80 kg. Naquele momento acho que tudo me caiu ao chão, o meu mundo tinha acabado de "desabar", tinha uma vontade enorme de chorar, mas fiquei firme até porque também estava a fazer algo por mim para mudar, mas confesso que quando saí do consultório as  lágrimas caiam no meu rosto...

 

Passei a ser seguida todas as semanas, e a verdade é que logo nos primeiros meses perdi bastante peso, mas depois, não sei o que se passou comigo , aquela vontade se comer, atacar chocolates, pão, comidas bastante calóricas, fazia parte de alguns dos meus dias. Isto porque, como tinha perdido algum peso passava a ir ao médico de 15 em 15 dias ou até de mês a mês.

 

Lembro-me que o meu pensamento era: vou abusar hoje mas amanhã já retomo de novo a minha rotina. Mas a verdade não e essa. Depois de começarmos é tão difícil continuar, difícil controlar e conseguir parar... Questionava-me muitas vezes acerca do que estava a fazer, mas era tanta gente a dizer-me que já se notava bastante diferença que achava que se comesse mais um bocadinho não se iria notar a diferença...

 

Pouco tempo antes de subir novamente à balança só aí me deparei com o que tinha feito semanas antes. No dia da pesagem tinha 2kg a mais. A minha nutricionista ficou em estado de choque a olhar para mim, e eu sem saber o que fazer. Dei a desculpa do stress, do trabalho e que tudo isso me dava vontade de comer.

 

Foi-me passada uma nova dieta, e com ela um novo desafio, mas desta vez não tinha vontade de continuar. Chorava porque não tinha a força que tinha antes, desabafava com a nutricionista sempre que lá ia, mas estava mesmo desmotivada.

Pouco tempo voltei lá e continuava a aumentar o peso.Um dia a minha médica tomou uma atitude. Tivemos bastante tempo a falar e ela  disse-me que me via muito desmotivada, desanimada e cansada. Disse que era melhor fazer uma pausa para eu pensar no que queria fazer. Disse-lhe que não, que não ia desistir, até porque se desistisse tudo aquilo que perdi iria voltar rapidamente. 

 

Depois desse episódio tive que ter verdade de perder peso. Nunca mas nunca desisti. Passou-me imensas vezes pela cabeça mas nunca tive coragem de o fazer, porque estava tão contente por descer 1 número ou 1 de calças...

 

Adorava que as pessoas reparassem que eu estava diferente, acho que essa foi a minha maior força para nunca ter desistido. Demorei imenso tempo a perder o que tinha ganho a mais, mas a verdade é que consegui, e depois disso consegui chegar ao meu ideal. No total já se foram 15 kg.

 

Durante a perda de peso nunca fiz ginásio, nunca fiz exercícios mais complexos, era mesmo só caminhadas e quando era. Hoje tomei a iniciativa de ir à um ginásio, até porque, como era de esperar, acumulei gordura a mais em certos sitios do corpo.

 

Hoje estou super contente com toda a minha força, que nunca pensei ter, estou super feliz por estar como estou, de olhar para o espelho e gostar de mim. Pouca gente sabe da minha história, só mesmo os de casa, e os amigos mais próximos, e ninguém imagina pelo que passei. Sei que muitos deles acham que tudo isto é um processo fácil, mas não. É muito difícil mesmo!

 

Quero agradecer-te por estares desse lado todos os dias e nos dares motivação. Às vezes penso o quanto eu gostava de fazer o meu dia como o teu... Nem sempre tenho vontade de correr, caminhar ou o quer que seja, mas acredito que dia após dia vamos mudando, e se queremos ver mais mudanças temos que lutar."

 

 

Recordem-se que é sempre importante ter acompanhamento de psicólogos, médicos e nutricionistas. Deixo-vos a sugestão de uma psicóloga, Psicóloga Clínica Cláudia Esteves, que me contactou e revolveu dar-vos um desconto de 10% caso entrem em contacto com ela e digam que leram este post. Este desconto é apenas válido nos acompanhamentos online (em consultório, envolve terceiros e não tem possibilidade de fazer essas campanhas), não existindo limite de utilização. O valor da consulta depende se o paciente compra sessão isolada ou pack, e depende também da periodicidade das sessões.