Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

GO CAROL

BEM-ESTAR, FITNESS, COZINHA OVOLACTOVEGETARIANA E A MINHA VIDA NO GERAL (E ÀS VEZES NO PARTICULAR)

A menstruação e o exercício físico

Antes de lerem o post tenho alguns avisos a fazer:

 

1º Este post é para meninas!

2º Este post poderá ser para homens, eventualmente, se: 

     1º Quiserem perceber melhor as mulheres

     2º Não perceber as mulheres na mesma mas ficar com uma ideia muitooooo pequenina do que pode acontecer connosco uma vez por mês

     3º Se forem curiosos 

     4º Se não tiverem nada melhor para fazer

3º Este post não é para pessoas sensíveis

 

 

Agora sim. Que venha o post sangrento!

 

Quantas vezes não nos apetece sair do sofá porque as dores menstruais são imeeeeensas? Quantas vezes não há posição em que estamos confortáveis? Quuaaantas vezes deitadinhas sem nos mexermos, quase sem respirar é que estamos bem? Pois é, montes delas.

As cólicas menstruais aparecem uma vez por mês sem avisar, e a maioria das meninas sofre com elas. Sacos de água quente em cima da barriga, um trifene e um cházinho são o que melhor resulta. A vontade de sair de casa é nenhuma, a de fazer exercício muito menos. Isto naqueles dias mesmo graaaaves. 

Há quem tenha dores de barriga toda a semana. Quem não tenha dores algumas. Há quem tenha dores no peito, que fique com o peito sensível, quem tenha dores de cabeça até mais não, que não consiga de todo fazer exercícios muito pesados, que tenha vontade de vomitar, com enjoos, com vontade de comer este mundo e o outro, que só queira doces para aconchegar a alma, já que o corpo está uma lástima. Há quem massaje a área, quem faça massagens nos pés, quem se farte de tomar banhos, sentados, de pé, deitados, de todas as formas, quem vá para a farmácia a correr, quem não se queira preocupar muito com o assunto, quem faça caminhadas, quem não as consiga fazer. Quem coma alimentos mais saudáveis, quem prefira os mais diuréticos, quem opte pelos mais leves. Há quem se entupa em chás de camomila, de menta e de cidreira. Há até quem faça acupuntura, quem ganhe peso, quem fique com a barriga inchada.

Na verdade, como em tudo, há de tudo. Quem sangre durante diiiiias como se tivesse levado uma facada e há quem mal note "a coisa".

 

barriga-inchada-menstruacao-hm.jpg

 

As "mezinhas" caseiras prometem ajudar, os fármacos também, o descanso ainda mais. Mas e o exercício pessoal, como é? No que me diz respeito a vontade é... zero. Muitas vezes há dores de barriga, dores de cabeça, e mexer-me mais que seja para tirar o chá da mesa que está ao lado do sofá é maratona. Confesso que contrario sempre essa tendência de querer ficar quietinha. Porque me sinto melhor no final, porque as dores atenuam ou passam normalmente, porque me faz bem, porque gosto e porque quero ser mais forte que eu própria.

 

Quem não o consegue fazer não tem de se preocupar muito. São uns dias, são uns treinos. Se conseguirem ir melhor, mas se não conseguirem ninguém morre por causa disso. Podemos de facto usar o exercício físico para atenuar os sintomas terríveis da menstruação, mas, lá está, só depende de nós.

 

Isto tudo para dizer que cada corpo é um corpo e cada uma de nós reage de forma diferente às situações, mas que todas temos em comum um aliado, o exercício físico. Podemos usar e abusar dele, no bom sentido claro, e tirar mais valias daí. 

2 comentários

Comentar post