Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GO CAROL

BEM-ESTAR, FITNESS, COZINHA OVOLACTOVEGETARIANA E A MINHA VIDA NO GERAL (E ÀS VEZES NO PARTICULAR)

Desafio 30 dias sem gordices!!

Com o Verão a terminar e Setembro a começar está na hora de meter juizinho na cabecinha, certo? 

 

Por isso resolvi criar o desafio 30 dias sem gordices, que podem acompanhar no Instagram de forma mais pormonorizada, assim como no snapchat. Para quem ainda não sabe o meu Instagram é o @carolinagomesdasilva e o Snapchat o Caroligs.

 

Voltando ao desafio. Consiste, em nada mais nada menos do que entrar no mês de Setembro em grande e terminá-lo ainda melhor.

 

De 1 de Setembro a 31 de Setembro a dieta e os treinos vão ser rígidos para mim e para aceitar o desafio.

Acabaram-se as gordices! Entenda-se por "gordice" qualquer tipo de produto que se compre com açúcar refinado adicionado, por exemplo, bolos, bolachas, pipocas do cinema, chocolates de leite, refrigerantes,..., o fast food também não entra na "dieta", nem os fritos, salgadinhos ou gorduras más. Tudo que vos faça pensar duas vezes antes de comer está excluído.

 

Relativamente ao treino terá de ser de 5 vezes por semana, no mínimo, quem quiser treinar todos os dias está à vontade, mas pelos menos 5 dias não podem falhar. Os treinos são à vontade do freguês. No ginásio, em casa, na rua, cardio, musculação, aulas de grupo,... Desde que se mexam por mim é igual.

 

O objectivo destes 30 dias é ajudar quem quer entrar em forma e não consegue, é motivar essas pessoas, é mostrar que estamos juntas, que juntos somos mais fit e que assim até é mais fácil.

 

Criei o hashtag #setembrosemgordices (é no plural sim) que podem utilizar sempre que quiserem e partilhar a vossa experiência relativa ao desafio. Também o podem sempre fazer através do #juntossomosmaisfit. Se usassem os dois hashtags então era óptimooo. Assim quem está no desafio também vê as vossas fotografias e fica com mais força, e as pessoas que não estão no desafio vêem sempre que há pessoas novas, sangue novo, força e vontade, o que também é espectacular. 

 

IMG_8392 (1).JPG

 

Lembrei-me também que podemos partilhar uma fotografia no início do desafio de nós próprias e depois no final fazer a comparação, mas isso é só para quem quer. Podem pesar-se no início e no fim ou uma vez por semana e ir vendo a evolução. Podem fazer o mesmo com os perímetros do vosso corpo. O que interessa é que façam algo por vocês e que no final vejam que valeu a pena. Vai ser duro, muito duro, eu sei, mas difícil é começar, depois tudo flui normalmente.

 

Irei dar algumas sugestões nas restantes redes sociais e tentar fazer, pelo menos, um post semanal com o balanço do desafio. Nas redes sociais irei fazendo um balanço da "coisa".

 

Agora é participar, dar o melhor de vocês e acreditar que não vai ser difícil. Eu acredito , ou quero acreditar!

 

Se estão a pensar perder uns quilinhos, tonificar, aumentar o peso ou se precisam de motivação extra estão no sitio certo! #setembrosemgordices chegou!!!!

 

IMG_8390 (1).JPG

 

Manteiga de Amendoim Crocante vs. Manteiga de Amendoim Cremosa

Muitas pessoas conhecem a manteiga de amendoim da Prozis. Mas as opções são duas na hora de comprar. Crocante ou cremosa?? O que é que vocês preferem?

 

 

prozis-foods_peanut-butter-1000-g_1.png

 

 

No meu caso sou hiper fã de ambas. Tenho alturas em que só me apetece a cremosa e outras em que não largo a crocante.

 

Talvez já tenha comprado mais vezes a cremosa, no entanto a crocante é a minha favorita do momento.

 

Quando a "gula" ataca e a fome psicológica não me larga, a manteiga de amendoim é a minha mais que tudo.

A crocante em pedacinhos de amendoim pelo meio o que dá a sensação de estarmos a comer uma grande gordice, quando na verdade não é nada disso que se trata.

Um dos meus "segredos" para conseguir comer bem sem ter grande vontade de doces é a manteiga. Seja de amendoim, de amêndoa, de caju ou avelã. Vou muitas vezes "ao ataque" da manteiga para não "me atirar" de cabeça para um pacote de bolachas ou para um gelado cheio de açúcar.

 

O melhor desta história toda é que a manteiga de oleaginosas é saudável e a da Prozis é 100% natural, só com amendoins, nada mais.

 

Podem conservá-la onde quiserem. Eu opto por deixar no armário porque prefiro que esteja mais líquida, como realmente é. Se gostarem dela mais sólida também há solução. Ponham a manteiga no frigorífico.

 

Não deitem o óleo da manteiga fora. É essencial para manteiga a manteiga em forma de manteiga . Não se preocupem com ele. Quando abrirem a embalagem é só mexer bem e já está.

 

Recordo-vos que têm 10% de desconto em todo o site da Prozis com o código FFFF-10. Podem utilizar o código as vezes que quiserem e em qualquer produto. 

Hambúrguer de Batata Doce e Quinoa

Mais uma receita saudável que pode ser utilizada para o almoço ou jantar. Vão pôr os miúdos a comer batata doce ou o namorado a comer quinoa com uma facilidade que nem imaginam. Espreitem a receita e depois digam-me se não tinha razão.

 

Para cinco hambúrgueres necessitam de:

300g de quinoa cozida

200g de batata doce cozida

2 colheres de sopa de linhaça triturada

Gengibre ralado

Aipo

Salsa - opcional



Num processador de alimentos junta-se a batata doce, o aipo e linhaça e tritura-se até formar uma pasta homogénea.

Coloca-se num recipiente e, enquanto isso, junta-se ao preparado anterior a quinoa cozida a temperar. Mexe-se bem.

Moldam-se os hambúrgueres dispondo num tabuleiro forrado com papel vegetal e leva-se ao forno pré aquecido a 200º até alourar e está pronto a comer!

 

IMG_7727.JPG

 

Esta receita foi adaptada do livro de receitas vegan da Magda Roma.

Este documentário pode mudar a vossa vida!

Ontem foi dia de ver documentários. Escolhi o FED UP para começar, onde o tema central é a alimentação, o açúcar, a gordura (da má, claro) e toda a estrutura que está por detrás destes vícios alimentares, que movem milhões diariamente e que nada acrescentam à nossa saúde, pelo contrário.

 

Para começar a abrir o apetite deixo o trailer:

 

 

 

 Agora que já estão mais ou menos familiarizados com o que se passa ao longo do documentário posso falar um pouco sobre ele. Numa hora e meia temos acesso a diversas informações relevantíssimas. É feita uma abordagem histórica desde 1950, quando a "onda" do fitness começou a aumentar a par com a obesidade, até aos dias de hoje.

O foco do documentário são pessoas americanas, as comidas americanas, o que os americanos fazem e não fazem de exercício. São feitas várias estimativas, como por exemplo, se comermos X calorias a mais por dia sem gastar essa energia em X anos estaremos com mais X quilos, ou com excesso de peso mesmo.

 

images (5).jpg

 

 

As verdades escondidas atrás dos rótulos são desvendadas. Como é que a coca cola light pode ser light e ter praticamente o mesmo sabor da coca cola normal? O que é que as marcas fazem?? Adoçantes com mil e um nomes. É isso que as marcas utilizam para conseguir diminuir a gordura sem diminuir o sabor. O sabor é essencial. É o que as pessoas procuram, é o que as pessoas querem. Que saiba bem, que seja igual ao produto original mas que tenha menos calorias. As pessoas só se interessam pelas calorias. Mas será que as calorias são o foco essencial da nossa alimentação? Será que não andamos todos a ser enganados? A pensar de forma errada?

 

Na verdade as calorias podem ser vazias. Existem de facto calorias vazias. É o caso do açúcar, que nada acrescenta de bom à nossa saúde, mas que contém calorias na mesma. Como o açúcar outros ingredientes, como as gorduras que nada fazem de positivo à saúde. Não estou a falar das gorduras boas, das gorduras que o nosso corpo necessita, obviamente, mas das gorduras trans e por aí.

 

É feita uma comparaçao entre 60 calorias de amêndoas e 60 calorias de refrigerante. As calorias são as mesmas de facto, mas e os nutrientes? Como é evidente 60 calorias são muito melhores para nós do que 60 calorias de refrigerante, que nada mais não é que açúcar. Açúcar no estado líquido. "Açúcar é veneno". Esta frase é dita durante o documentário. Outra afirmação (ou revelação) que faz todo o sentido é que em experiências com ratos de laboratório, quando estes podiam escolher entre açúcar e cocaína os ratos preferiam açúcar. O açúcar é mais viciante que a cocaína. Conseguem imaginar o que isso significa?

 

Os nossos pais andaram-nos a dar "prémios" por bom comportamento, recompensas, mimos que na verdade não passam de veneno. Um gelado no Mc Donalds, um chupa chupa no café, um hambúrguer ao almoço, aqueles cereais óptimoooos de chocolate ao pequeno almoço, um copito de sumo de laranja que compramos no supermercado, uma fatia de pizza ao jantar,... Tudo isto é veneno. Veneno puro, que destrói o nosso fígado e pâncreas, que altera o nosso cérebro, que muda a nossa disposição, a nossa energia, a nossa vontade de comer, que aumenta a cada dia e que nos faz engordar.

 

O açúcar está escondido nas embalagens que encontramos no supermercado de várias formas: açúcar de cana, malte, xarope de milho, caramelo, sacarose, frutose, glucose, dextrose, lactose, maltose, açúcar invertido, açúcar turbinado, sumo de fruta, açúcar amarelo, açúcar/sumo de uva, mel, açúcar mascavado, açúcar refinado e açúcar cru. Todos estes açúcares são absorvidos da mesma forma pelo nosso organismo, apesar de lhes darmos nomes diferentes, abaixo do pescoço é tudo tratado da mesma forma.

 

Depois ainda há o amido existente no arroz branco, no pão, nos produtos de batata, cereais de pequeno-almoço. Estes são digeridos em glicose num instante. Estes ou o açúcar até podem ter sabores diferentes mas metabolicamente são o mesmo para o nosso aparelho digestivo.

 

Como se tudo isto não bastasse existem os perigos dos produtos que não têm açúcar mas contém adoçantes. Certamente já compraram alguma coisa "diet", "sem açúcar" ou algo semelhante. Os perigos por trás destes produtos são os mesmos que por trás dos que não dizem nada disto. São desencadeadas reacções hormonais quando um alimento "diet" é ingerido que causam a produção de insulina. Isto leva-nos a querer comer mais, porque nos deixam com fome. O nosso cérebro acha que estamos a ingerir açúcar então acaba por absorvê-lo imediatamente. Isso faz com que a fome apareça logo quase de imediato.

 

Num pequeno almoço de uma criança americana, com um copo de sumo e uma tigela de cereais com leite está todo o açúcar que a pequena criança deveria consumir durante TODO O DIA! É verdade! Apenas numa refeição é incluído o açúcar para um dia inteiro! E isto acontece com jovens obesos, que deveriam redobrar os cuidados com a alimentação. Onde estão os pais nestas alturas? Onde está a educação nas escolas, nas televisões que em vez de só passar anúncios de porcarias, de Mc Donalds, de chocolates e outras coisas do género não passa publicidade de legumes, fruta, verduras, alimentos de verdade, que façam bem à população? Onde está o Governo dos países que deixa que as escolas incluam pratos como pizza, hambúrgueres e batatas fritas DIARIAMENTE? 

 

fast-food.jpg

 

 

Em Portugal acho que as coisas não são tão "agressivas". Apesar de toda a publicidade de fast food também se começa, cada vez mais, a ver coisas boas na televisão. Os anúncios de supermercado são o que me lembro melhor. Apesar de não serem para um produto em específico mostram os verdes e as frutas que têm, que são nacionais e que sabem e fazem bem. Nas escolas acho que também não se aplica esse regime de pizzas e porcarias, até porque a nossa cultura é muito mais virada para a alimentação mediterrânea do que nos E.U.A.

alim.jpg

 

 

Apesar de eu não estar nada de acordo com esta pirâmide é assim que a nossa cultura funciona. Por um lado ainda bem, caso contrário seriamos mais uns americanos que tão mal comem e que já têm uma taxa de obesidade assustadora. No entanto a nossa taxa de obesidade não está muitoooo melhor. Se nos Estados Unidos a taxa de obesidade está nos 27%, no nosso país já são 10% os obesos por cada 100. E porquê?

 

alimentacao-saudavel2.jpg

 

 

Porque não damos às nossas crianças e jovens o melhor que temos em vez de os enchermos de "Bollycao´s" e "Chocapic"? Porque não começar a cozinhar mais em casa ou ir a restaurantes saudáveis? Porque não começar a incluir mais saúde no carrinho de supermercado em vez de o carregarmos de produtos vazios?

 

Aproveitei o documentário para fazer uma breve grande reflexão acerca do assunto. Acho que é muito importante pensarmos no que andamos a fazer com os nossos filhos, com os nossos país, com a nossa família. Vejam o documentário. Percebam o que quero dizer. Percebam que é fundamental mudar mentalidades, mudar a forma como vemos as marcas, como vemos os políticos. Temos de começar a filtrar a informação que nos querer fazer acreditar que é verdade para continuarem a mover os milhões à vontade. Há muito escondido atrás dos produtos que cremos que nos querem ajudar com novas fórmulas "sem açúcar" e sem nada mas que na verdade estão cheios de porcarias.

Como não ficar feliz com um fato-de-banho novo?

Que me dizem de um fato-de-banho para terminar o Verão em grande? No próximo dia 1 de Setembro alguém vai entrar no mês em grande com este sorteio. O prémio é um fato-de-banho giríssimo da Hitonlinestore. Querem saber mais? Continuem a ler!

 

 

PARA PARTICIPAR precisam de:

 

 

IMG_8251.JPG

 

 

Quanto mais identificarem maiores são as vossas hipóteses de ganhar. Cada comentário é uma participação, por isso toca a comentar o Instagram!!

 

Podem participar até dia 1 de Setembro às 15h e o vencedor será escolhido por random.org e anunciado aqui no blog. Boa sorte a todos!

Um dia vou ter um blog de moda

... e hoje é o dia! Seleccionei algumas das peças da nova colecção Outono-Inverno 2016/2017 da Zara e tenho a dizer que estou in love por um monte de coisas. Deixo algumas sugestões para a nova estação.

Diapositivo8 (1).JPG

 

Diapositivo7 (1).JPG

 

Diapositivo6 (1).JPG

 

 

Manteigas Meridian Foods

As manteigas da Meridian Foods estão na Prozis! Ainda são novidade para mim porque cá em casa ainda não provei, mas fazem parte da minha enormíssimaaa lista de produtos a experimentar. E como sou uma viciada em manteigas, sejam elas de amendoim , de caju, de avelã, de noz ou de amêndoa, com coco, com chocolate, whey ou caramelo, nada como provar também estas.

  

As manteigas Meridian Foods têm a opção suave e crocante, como muitas outras que certamente conhecem. A manteiga de amêndoa é feita com amêndoas, 100% de amêndoas. E sabiam que cada amêndoa contém cerca de 20% de proteína, e é pobre em gordura saturada. É portanto uma óptima alternativa para quem quer incluir um ingrediente saudável na alimentação.

 

A manteiga de amendoim é também feita com amendoins, apenas amendoins, sem óleos, sal, açúcar ou outros ingredientes. É rica em nutrientes e está cheia de proteína, já que os amendoins são ricos neste macronutriente (25% de suas calorias são provenientes de proteínas). É perfeito para manter uma dieta saudável e nutritiva.

 

Como de costume podem utilizar o código FFFF-10 nas vossas compras Prozis, sem limites de utilização ou de valor. Deixo então as sugestões das novas manteigas, abaixo. Para acederem ao site basta clicar nas imagens.

 

 

Mais um filme no papo - Jason Bourne

Um dos últimos filmes que fui ver ao cinema foi Jason Bourne. Este nome não deve ser totalmente desconhecido de todos vocês até porque existem mais filmes feitos há uns anos, sendo que este de 2016 dá seguimento aos realizados nos anos anteriores. Trata-se de uma triologia que deu certo desde 2004 e pelos vistos continua a dar passados 12 anos.

 

transferir (7).jpg

 

 

Então e a sinopse? Hoje não contas?? Cooontooo. Então é o seguinte,  fora do radar como lutator de rua, Jason Bourne (Matt Damon) é surpreendido por Nicky Parsons (Julia Stiles), que o procura oferecendo novas informações sobre seu passado. Inicialmente resistente, ele acaba por voltar aos Estados Unidos para continuar a investigação, e entra na mira do ex-chefe Robert Dewey (Tommy Lee Jones), que teme mais um vazamento de dados. Dentro na CIA, a novata Heather Lee (Alicia Vikander) acredita que tentar recrutar Bourne para a agência seja a melhor solução.

 

Vi os filmes anteriores apesar de já não me recordar muito bem e gostei bastante deste. Acção de início ao fim, perseguição a toda a hora e lutas, muitas lutas, como não poderia deixar de ser. 

 

A impressão foi super positiva e a nota que lhe dou também. 7, numa escala de 0 a 10.

Bolo de Cacau e Noz

Mais uma receita fit... e deliciosa. Porque aqui não há nada que não seja bom, portanto não estou a dar novidade nenhuma também. O tão pedido bolo de cacau e noz já está no blog! Querem saber o que compõe esta maravilha?

 

IMG_7040.JPG

 

Apesar de ter alguns ingredientes trata-se de uma receita vegan, e por isso sem ovos, leite, queijo ou outro produto de origem animal, por isso também acaba por ser uma receita sem lactose. Glúten pode ter ou não, depende se usam realmente os ingredientes que eu coloco abaixo ou não.

 

Vamos lá ao que interessa.

 

 

Para um bolo (cerca de 15 fatias médias) necessitam de:

 

250g de tâmaras

100g de farinha de arroz 

150g de farinha de aveia

20g de farinha de alfarroba

10g de cacau cru em pó

1 pitada de baunilha

1 colher de café de canela em pó

1 colher de sopa de linhaça moída

50ml de azeite

600 de água morna

50g de nozes picadas

 


Cobertura:

200ml de bebida de vegetal de coco

2 colheres de sopa de cacau em pó

2 colheres de sopa de óleo de coco

1 colher de sopa de amido de milho

1 colher de sopa de geleia de agave ou mel

50g de nozes picadas

 


Para o bolo:

No processador de alimentos coloca-se as tâmaras, farinhas, cacau, baunilha e sementes e tritura-se tudo até se obter uma farinha fininha.

Depois adiciona-se o azeite, água e nozes, misturando-se até obter uma massa homogénea.

Coloca-se a massa numa forma untada previamente com azeite e leva-se ao forno pré aquecido a 170º por 40 minutos.

 

Para a cobertura:

Basta misturar todos os ingredientes, excepto as nozes, e levar a lume brando.

Depois retira-se o bolo do forno, coloca-se num tabuleiro as nozes picadas e deixam-se no forno quente até que este arrefeça. 

Deixa-se o bolo esfriar, cobre-se com a cobertura de cacau e polvilha-se com as nozes.

 

IMG_7004.JPG

 
Esta receita foi adaptada do livro de receitas vegan da Magda Roma.

Treino...

E o treino hoje? Foi assim?? Espero que não...

 

 

Pág. 1/4